A história da AngloGold Ashanti começou no século XIX, quando a empresa chegou ao Brasil ainda como Saint John del Rey Mining Company e deu início à produção de ouro em Nova Lima. Hoje, é a indústria mais longeva do Brasil e uma das maiores produtoras de ouro do mundo, com 17 operações em 9 países.

Essa história se cruzou com a nossa quando ganhamos, em 2018, a concorrência para atender a conta – gigante, por sinal. Não só pelo porte da AngoGold Ashanti, mas pela responsabilidade de fazer comunicação corporativa para tantas pessoas diversas.

O bom é que, se tem algo que a equipe 2 Pontos gosta, é de desafio

ALÉM DO ÓBVIO

Como conversar com os empregados da empresa sobre assuntos, muitas vezes frequentes, abrangendo EPI’s, prevenção de acidentes, meio ambiente, treinamentos e outros de forma que eles não só entendessem as mensagens, mas se envolvessem com elas?  

Indo além do óbvio: sendo próximos e informando criativamente.

Puxamos uma cadeira, nos servimos de um cafezinho e batemos um papo olho no olho, mas cheios de sorrisos.  

Esse jeito mais leve e diferente de “chegar junto” fez toda a diferença. Não à toa, as campanhas e materiais passaram a ter mais engajamento interno, trazendo a real sensação de que a empresa está do lado do colaborador quando o assunto é transparência.

SOBRE HISTÓRIAS E PESSOAS: TUDO É UMA QUESTÃO DE IDENTIFICAÇÃO

Se você chegou até aqui, sabe que na 2 Pontos tudo gira em torno de estratégia e criatividade. Ou seja, todas as peças criadas para a AngloGold Ashanti, ainda que a maioria seja corporativa, não só partiram de um conceito bem amarrado, como colocaram os empregados da empresa como protagonistas.

Nossa comunicação interna fora da curva, atrelada a essa identificação gerada para o público, levou a um número muito maior de participações em relação à época antes de termos a conta em mãos. 

É, modéstia à parte, a 2 Pontos foi um divisor de águas. E nem é a gente quem está dizendo.

Ações internas que geram ações para a vida

Uma prova disso foram duas ações que promovemos lá dentro: uma do Dia do Meio Ambiente e outra da Semana da Diversidade.

 

Para o primeiro, com o objetivo de conscientizar os empregados sobre o descarte de plástico em rios e mares (e o quanto disso pode voltar pra gente), foi colocada uma bandeja no refeitório cheia de peixes de plástico. Em cada mesa, um display alertava para o problema.

 

Já para falar sobre diversidade, tomamos como ponto de partida o famoso provérbio “Quem vê cara, não vê coração”. Nela, entendemos que quem vê cara vê apenas o exterior, apenas a aparência, o que está à mostra e, com isso, abre precedentes para julgamentos errados e preconceitos infundados. Quem vê coração, por sua vez, vê aquilo que a pessoa realmente é (ou aquilo que ela realmente faz), vê a sua verdadeira essência, independente de quaisquer características que possam vir a segregá-la.

 

Sob o conceito “Quem vê coração não precisa ver mais nada”, convidamos os empregados a interagirem com um painel da campanha: a ideia era “carimbar” o coração em cima de frases preconceituosas, simbolizando que o coração é muito mais relevante do que aquele tipo de pensamento.

185 MANEIRAS DE FAZER MAIS

Para estrelar os 185 anos da AngloGold Ashanti Brasil, nada mais justo que fossem os empregados que fizeram história na empresa – e construíram as suas próprias a partir dela. Mais uma vez provocando a identificação e o forte senso de pertencimento, comunicamos que, só com eles, a AngloGold pode ir além. 

Além disso, ao longo de 2019 foram elencadas 185 diferentes ações nas diferentes cidades em que a empresa atua, tudo para não deixar esse aniversário passar nada em branco, envolvendo o máximo de pessoas possível.

O que podemos fazer por você?

Nosso pinterest

veja um pouquinho do tantão de coisas que a gente faz